Como aumentar a Podutividade na Empresa

Quando as empresas me procuram, costumam trazer sempre a mesma demanda: Preciso aumentar a produtividade da minha equipe, como faço isso?
A resposta costuma ser simples e direta: TORNE SEUS COLABORADORES PESSOAS MAIS RESILIENTES!
Uauuu…é só isso? Sim, é só isso!
O único problema é que fazer com que as pessoas se tornem mais resilientes, não costuma ser tão simples e rápido assim.

O QUE É SER RESILIENTE?
É quando a pessoa consegue lidar com problemas, adaptar-se a mudanças, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas – choque, estresse, algum tipo de evento traumático, etc. – sem entrar em surto psicológico, emocional ou físico, por encontrar soluções estratégicas para enfrentar e superar as adversidades.

Ser resiliente envolve muito fatores, como:

Administrar as próprias emoções. Exemplo: quando seu colaborador consegue se manter sereno e calmo mesmo depois de ter sido chamado a atenção pelo seu chefe na frente dos outros colegas. Ele consegue isso porque ele tem facilidade em perceber os reais motivos da “chamada de atenção” e, imediatamente regular a sua forma de pensar para algum pensamento que seja mais sereno e calmo.

Controlar os próprios impulsos. Exemplo: quando seu colaborador, mesmo sendo chamado a atenção pelo seu chefe na frente de seus colegas, consegue perceber a sua própria raiva e indignação, mas não partir para a briga com o chefe, retrucando-o ou enfrentando-o na frente dos demais presentes, pois, conseguiu racionalizar a emoção a tal ponto que percebe que se resolver se comportar da maneira como suas emoções lhe sugerem, estará talvez, assinando sua própria carta de demissão e perdendo sua moral já construída até então.

Ter otimismo.Exemplo: quando seu colaborador consegue ver, de maneira otimista a chamada de atenção do seu chefe – “ele está me chamando a atenção, mesmo na frente dos outros, porque talvez ele realmente deseja me aprimorar, quer que eu melhore minha performance e resolveu falar no exato momento em que o erro estava acontecendo para que fique mais didático o que ele já havia tentado me explicar anteriormente num outro momento.

Conseguir fazer análises assertivas do ambiente. Exemplo: é quando seu colaborador consegue identificar precisamente as causas dos problemas e das adversidades presentes no ambiente o que gera mais condições de tomar decisões mais rápidas e assertivas.

Consegue ter empatia. Exemplo: é quando seu colaborador consegue compreender os estados psicológicos dos outros (emoções e sentimentos) e emitir mensagens que promovam interação e aproximação, conectividade e reciprocidade entre as pessoas.

Apresenta autoeficácia. Exemplo: é quando seu colaborador acredita na própria capacidade de organizar e executar as ações para produzir os resultados desejados. Associada à autoconfiança, transforma-se em “combustível” para a proatividade e a solução de problemas.

Agrega pessoas. Exemplo: quando seu colaborador busca envolver várias pessoas para participar de algo, ou conquistar determinado resultado em grupo, valorizando a participação de cada um presente na equipe.

Possui um sentido de vida. Exemplo: quando seu colaborador não trabalha somente pelo dinheiro que recebe ao final do mês, mas sim, porque ele tem um propósito maior, busca crescer e evoluir como pessoa, busca fazer a diferença por onde passa, busca construir algo melhor para o mundo e para as pessoas que convivem com ele.

Quando a empresa possui uma equipe que apresenta um nível de resiliência maior no dia a dia, a produtividade aumenta significativamente, pois as pessoas conseguem motivar a si próprias a buscar resultados melhores e a serem pessoas melhores.
Mas para desenvolver resiliência em seus colaboradores é necessário:
Diagnosticar que habilidades, conhecimentos e atitudes cada cargo necessita ter para desempenhar com sucesso as suas funções.
Diagnosticar que habilidades, conhecimentos e atitudes as pessoas já possuem para ocupar aquele cargo e que não estão subutilizadas, podendo explorar mais cada um de seus potenciais.
Diagnosticar que habilidades, conhecimentos e atitudes as pessoas precisam ainda desenvolver em cada cargo para garantir melhores resultados na execução de suas tarefas.
Procurar profissionais especializados que podem assessorar à sua equipe ao desenvolver as competências que necessitam.

Foi pensando nessa dificuldade de muitas empresas que a Organideia se especializou nessa área de atuação.
Temos programas e metodologias específicas para desenvolver competências produtivas individuais e grupais. Desenvolvemos habilidades estratégicas e específicas para aumentar a resiliência das pessoas, tais como:
– Gestão do tempo
– Gestão das próprias atividades
– Gestão dos ambientes físicos e virtuais
– Organização mental
– Diminuição do estresse
– Superação da procrastinação
– Transformação de hábitos improdutivos em produtivos
Entre outros.